Porandubas Políticas 589

Abro a Coluna com um "causo" de Arandu, em São Paulo. Empregue o plural, Zé  Arandu, em São Paulo, começou sua história como pequeno povoado, no bairro do Barreir...

Porandubas Políticas 588

Abro a coluna com uma historinha do padre Elesbão, das Minas Gerais. No confessionário Numa cidadezinha de Minas, Padre Elesbão estava esgotado de tanto ouvir pecado...

Porandubas Políticas 587

Abro a coluna com uma historinha do Pará. Socorro, socorro! João Botelho, candidato a prefeito de Belém, passou o dia inteiro anunciando um comício, à noite, na p...

Porandubas Políticas 586

Abro a coluna com o mestre Inrique. I.N.R.I. - Iesus Nazarenus Rex Iudaeorum Conta Leonardo Mota que o mestre Henrique era reputado marceneiro nos sertões de Sergipe...

Porandubas Políticas 585

Abro a coluna com o magistral Padre Vieira. Um truque O Padre Antônio Vieira, o célebre pregador, escritor, político e diplomata jesuíta, subindo certa vez ao púl...

Porandubas Políticas 584

Abro a coluna com a Semana Santa no interior da Paraíba. Fura ele, Jesus Foi por ocasião da encenação da Semana Santa numa cidadezinha da Paraíba. O dono do c...

PORANDUBAS 584

Abro a coluna com a Semana Santa no interior da Paraíba. Fura ele, Jesus Foi por ocasião da encenação da Semana Santa numa cidadezinha da Paraíba. O dono do c...

Porandubas Políticas 583

Abro a coluna com uma historinha de Pernambuco. Cala a boca, rapaz O caso deu-se em São Bento do Una/PE, nos idos de 60. O caminhão, entupido de gente, voltava de um...

Porandubas Políticas 582

Abro a coluna com uma historinha da Paraíba. Quatro "freis" Historinha em homenagem ao Frei Damião, sob as bênçãos de quem os nordestinos viveram parte de sua ...

Porandubas Políticas 581

Abro a coluna com uma homenagem à seleção francesa, campeã do mundo.   Dirran...Dirran...?   Dirran (com "biquinho" para parecer um francês ...

Porandubas Políticas 580

Abro a coluna com uma historinha do Rio de Janeiro.   Lugar de almirante   Sandra Cavalcanti era deputada da Arena, foi ao interventor Faria Lima...

PORANDUBAS Nº579

Abro a coluna com o famoso Severino Pé de Chumbo, de Campina Grande/PB. Atravessando em diagonal Severino Cabral foi prefeito de Campina Grande/PB, vice-governador, ...

PORANDUBAS Nº578

Abro a coluna com as Minas Gerais e seu rico folclore político. A Santíssima Trindade No confessionário, Monsenhor era rápido. Não gostava de ouvir muita lengalen...

PORANDUBAS Nº577

Hora de trabalhar O brigadeiro Eduardo Gomes fazia, no Largo da Carioca (Rio de Janeiro), seu primeiro comício da campanha presidencial de 1945. A multidão o ouvia ...

PORANDUBAS Nº576

Abro a coluna com a verve do amigo Sebastião Nery numa historinha da Bahia envolvendo candidatos em campanha:   O QUE EU SOU?   O caso é verídi...

PORANDUBAS Nº575

Abro a coluna com JK. JK? Anos de chumbo grosso. Tempos magros, época de fechadura braba. Falar em Juscelino Kubitschek (JK) era, no mínimo, pecado mortal. Mudan...

PORANDUBAS Nº574

Abro a coluna com uma pequena oração: "Quiçá o Brasil entre urgente na normalidade com o final de greves e paz social". E por lembrar o advérbio quiçá (quem ...

PORANDUBAS Nº573

Abro a coluna com a sabedoria do prefeito de Santa Rita do Sapucaí, nas Minas Gerais, em tempos de outrora. Quatro sinais Certo prefeito de Santa Rita do Sapucaí, n...

PORANDUBAS Nº572

Abro a coluna com a verve mineira. Mudou de nome? Mariana, em Minas Gerais, já foi chamada de Roma brasileira. Terra de fé e de velhas igrejas. E cheia de placas co...

PORANDUBAS Nº571

Abro a coluna com uma historinha da Bahia. Vaquinha Vereador em Itiruçu, Bahia, estava duro. A seca tinha comido tudo. Sem dinheiro para a feira, foi pedir ao pref...

PORANDUBAS Nº570

Abro a coluna com uma historinha de Jânio em Cuba. Cadê a pistola de Fidel? "Ir-me-ei a Cuba. Encontrar-me-ei com Fidel Castro para ver e aprender o que estão fa...

PORANDUBAS Nº569

Abro a coluna com uma historinha de Jânio Quadros. O selo, coronel, o selo? Logo depois de 64, Jânio é chamado ao Rio para depor em Inquérito Policial Militar (o f...

PORANDUBAS Nº568

Abro a coluna com duas historinhas, uma da Bahia, outra do Maranhão. Deu-se o vice-versa Dr. Dantinhas, deputado da Bahia, elo de todo um clã político do Estado...

PORANDUBAS Nº567

Abro a coluna com uma deliciosa historinha de Apodi, no Rio Grande do Norte. O coronel Lucas Pinto, que comandava a UDN no Vale do Apodi/RN, não dormia em serviço. Qu...

PORANDUBAS Nº566

Abro com uma historinha de Pernambuco. O verbo não "vareia" A Câmara Municipal de Paulista/PE vivia sessão agitada em função da discussão de um projeto enviad...

PORANDUBAS Nº565

Abro a coluna com uma historinha do Maranhão. Em campanha José Burnett, chefe da Casa Civil do governador do Maranhão, João Castelo, era deputado estadual do P...

PORANDUBAS Nº564

Abro a coluna com uma historinha de Mossoró, contada pelo amigo Carlos Santos, com quem me encontrei nesta última segunda-feira. Jumento, burro e o voto Candidato a ...

PORANDUBAS Nº563

Abro a coluna com a nossa Águia de Haia. À sorrelfa e à socapa A historinha é conhecida e, por ser muito boa, merece um repeteco. Rui Barbosa, o Águia de Haia, c...

PORANDUBAS Nº562

Abro a coluna com uma historinha do Pará. Um que vale por muitos O Pará já teve políticos muito engraçados. Um deles, João Botelho, foi interventor, deputado e co...

PORANDUBAS Nº561

Abro a coluna com um "causo" das Minas Gerais Mata o bicho O monsenhor Aristides Rocha, mineirinho astuto, fazia política no velho PSD e odiava udenistas. Ainda jovem,...

Página 1 de 1212345...10...Última »