Porandubas Políticas 612

Abro a coluna com Franco Montoro Depois de deixar governo e Parlamento, Franco Montoro passou a se dedicar ao Instituto Latino-Americano - ILAM. Na condição de presi...

Porandubas Políticas 611

Abro a coluna com uma parábola aqui já narrada há tempos. "Há pessoas que não conseguem perceber o que se passa ao seu redor. Não veem que não veem, não sabe...

Porandubas Políticas 610

Abro a coluna com a verve das Minas Gerais.   Pronomes sem importância Matreirice mineira. Benedito Valadares chegou a Curvelo/MG para visitar exposição...

Porandubas Políticas 609

Abro a coluna com uma historinha que vivi.   Freyre com y 1963 chegava ao fim. Conclusão do Curso Científico no Colégio Americano Batista (CAB) na rua D....

Porandubas Políticas 608

Abro a coluna com uma historinha das Alagoas. Jesus Cristo Era aniversário de um bravo coronel de polícia de Palmeira dos Índios. Contrataram dois cantores para ...

Porandubas Políticas 605

Abro com duas historinhas, uma de Goiás, outra da Paraíba. Nada mudou Miguel Rodrigues, velho e sábio político de Goiás, foi visitar uma escola primár...

Porandubas Políticas 604

Abro a coluna com Vargas. Água no feijão Getúlio recebe o repórter no Palácio do Catete: - "Presidente, para vencer na política, o que é necess...

Porandubas Políticas 602

Uma leitura sobre a abertura de portas da era bolsonariana. A era bolsonariana A era Bolsonariana tem início sob uma teia de interrogações, a partir da observaç...

Porandubas Políticas 601

Abro a coluna com o verbo da Bahia. Cosme de Farias foi um grande advogado dos pobres da Bahia. Enveredou também pela política. Vereador e deputado estadual por muito...

Porandubas Políticas 600

Abro a coluna com duas mineirinhas. Sou mineiro Tancredo Neves foi ex-tudo na política brasileira. Voltando à crista da onda, explica a um correligionário como cons...

Porandubas Políticas 598

Abro a coluna com uma historinha que revela uma faceta da malandragem em nossos Trópicos. Retrato do Brasil O advogado viajava de carro por uma BR quando um tatu ...

Porandubas Políticas 597

Abro a coluna com a sabedoria do padre Elesbão. No confessionário Numa cidadezinha de Minas, Padre Elesbão estava esgotado de tanto ouvir pecados, ou, como dizia, b...

Porandubas Políticas 596

Abro a coluna lembrando momentos cômicos de tempos pesados. Ditador de plantão Humberto Castelo Branco, presidente, encontra Carlos Castelo Branco, jornalista: - Voc...

Porandubas Políticas 595

Abro com uma hilária historinha de Pernambuco. Quer saber mais que o doutor? O caso deu-se em São Bento do Una/PE, nos idos de 60. O caminhão, entupido de gente,...

Porandubas Políticas 594

Abro a coluna com uma historinha que exibe traços de nossa cultura. Eita, Brasil Um sujeito comprou uma geladeira nova e para se livrar da velha, colocou-a em frente d...

Porandubas Políticas 593

Abro a coluna com uma historinha encaminhada pelo amigo jornalista Neimar Fernandes. Só queijo francês "Na longínqua quarta-feira santa do ano de 1969, o jornalist...

Porandubas Políticas 592

Renovação da política Nesses tempos de renovação partidária e, queira Deus, da purificação de alguns costumes, a coluna relembra essa história, como exemplo. ...

Porandubas Políticas 591

Quarta-feira, 03 de outubro de 2018 - Abro a Coluna com um "causo" pernambucano Tá morto O caso deu-se em São Bento do Uma/PE, nos idos de 60. O caminhão, ent...

Porandubas Políticas 590

Abro a Coluna com o dr. Dantinhas, da Bahia. O vice-versa Dr. Dantinhas, deputado da Bahia, elo de todo um clã político do Estado (neto do barão de Jeremoabo), foi c...

Porandubas Políticas 589

Abro a Coluna com um "causo" de Arandu, em São Paulo. Empregue o plural, Zé  Arandu, em São Paulo, começou sua história como pequeno povoado, no bairro do Barreir...

Porandubas Políticas 588

Abro a coluna com uma historinha do padre Elesbão, das Minas Gerais. No confessionário Numa cidadezinha de Minas, Padre Elesbão estava esgotado de tanto ouvir pecado...

Porandubas Políticas 587

Abro a coluna com uma historinha do Pará. Socorro, socorro! João Botelho, candidato a prefeito de Belém, passou o dia inteiro anunciando um comício, à noite, na p...

Porandubas Políticas 586

Abro a coluna com o mestre Inrique. I.N.R.I. - Iesus Nazarenus Rex Iudaeorum Conta Leonardo Mota que o mestre Henrique era reputado marceneiro nos sertões de Sergipe...

Porandubas Políticas 585

Abro a coluna com o magistral Padre Vieira. Um truque O Padre Antônio Vieira, o célebre pregador, escritor, político e diplomata jesuíta, subindo certa vez ao púl...

Porandubas Políticas 584

Abro a coluna com a Semana Santa no interior da Paraíba. Fura ele, Jesus Foi por ocasião da encenação da Semana Santa numa cidadezinha da Paraíba. O dono do c...

PORANDUBAS 584

Abro a coluna com a Semana Santa no interior da Paraíba. Fura ele, Jesus Foi por ocasião da encenação da Semana Santa numa cidadezinha da Paraíba. O dono do c...

Porandubas Políticas 583

Abro a coluna com uma historinha de Pernambuco. Cala a boca, rapaz O caso deu-se em São Bento do Una/PE, nos idos de 60. O caminhão, entupido de gente, voltava de um...

Porandubas Políticas 582

Abro a coluna com uma historinha da Paraíba. Quatro "freis" Historinha em homenagem ao Frei Damião, sob as bênçãos de quem os nordestinos viveram parte de sua ...

Porandubas Políticas 581

Abro a coluna com uma homenagem à seleção francesa, campeã do mundo.   Dirran...Dirran...?   Dirran (com "biquinho" para parecer um francês ...

Porandubas Políticas 580

Abro a coluna com uma historinha do Rio de Janeiro.   Lugar de almirante   Sandra Cavalcanti era deputada da Arena, foi ao interventor Faria Lima...

Página 1 de 1312345...10...Última »