Porandubas nº 319

Evoluindo com o povo

Dia 28/5/2012. Câmara Municipal de Mirante da Serra/RO. Populares faziam pressão sobre a Casa legislativa por melhorias prometidas e não cumpridas. De repente, um vereador toma a palavra para manifestar sobre o tumulto. E tasca :

– “Meu povo, fico feliz pela presença de todos, isso é democracia, mas vocês precisam entender que Mirante da Serra evoluiu muito, quando eu cheguei aqui há 30 anos não tinha estrada, energia e nem hospital…”

É interrompido por um impaciente ouvinte.

– “É, o senhor esquece que há 30 anos aqui nem cidade tinha; como queria ter alguma coisa ?”

O vereador não deixa a peteca cair :

– Isso é para você ver que estamos trabalhando para o povo e pelo povo. Já temos hospital e até rua asfaltada. Parabéns para nós que estamos evoluindo”.

O tumulto se agiganta. Sobre o vereador cai uma onda de apupos.

Águas correntes e sujas

A CPI das Águas Correntes inunda os dutos da política com torrentes de sujeira. A cada semana, emergem mais informações sobre sócios com contratos milionários, pagamentos extraordinários, ligações espúrias, versões estapafúrdias. E o que essa torrente provoca ? Muita confusão na cabeça de quem se atreve a acompanhar o caso. A CPI do Cachoeira mais parece uma Torre de Babel. Muito se fala e pouco se presta atenção. Todos os implicados, sem exceção, se dizem inocentes. Os depoimentos acumulam argumentos que não são questionados, comprovados, avaliados devidamente. A essa altura, a barafunda se estabelece. 10 a 10 ou 0 a 0, conforme a interpretação de cada pessoa que acompanha o imbróglio. O bate-boca de ontem poderá se repetir hoje.

Que confa… !

O desembargador Tourinho Neto, do TRF da 1ª região, do DF, reconheceu como ilegais as interceptações telefônicas da operação Monte Carlo, da PF. A operação desmontou o grupo de Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira. Ou seja, considera nulas as provas decorrentes desses grampos. E agora ?

O povo

Há no mundo uma raça de homens com instintos sagrados e luminosos, com divinas bondades do coração, com uma inteligência serena e lúcida, com dedicações profundas, cheias de amor pelo trabalho e de adoração pelo bem, que sofrem, que se lamentam em vão. Estes Homens são o Povo“. (Eça de Queiroz)

Rio+20

O Brasil sediará por quase duas semanas o maior evento mundial sobre a sustentabilidade do planeta. Mas as expectativas não são animadoras. Os chefões das Nações mais importantes não se farão presentes, preferindo mandar representantes. Cientistas e ambientalistas estão descrentes. Alegam que as conquistas da Rio 92 foram abandonadas. A globalização seria a barreira contra a regulamentação. Mesmo assim resta a esperança de que grupos organizados façam pressão, propiciando clima favorável aos avanços.

Mais um pito público

A presidente Dilma, com seus pitos rotineiros em ministros, reforça a identidade de centralizadora e durona. Quem ganhou o mais recente puxão de orelhas foi seu “amigo” Mendes Ribeiro, ministro da Agricultura. Que falou sobre… Código Florestal, ou seja, um tema que faz parte da agenda da… agricultura. Mendes apenas adiantou que poderia haver um acordo sobre os vetos feitos pela presidente ao texto aprovado pela Câmara e juntados numa nova MP. Ou seja, trabalhava com a ideia da harmonia, consenso, pacificação. Foi desautorizado pelo assessor de imprensa da presidência. A mando da presidente. O puxão de orelhas foi mal recebido pelo PMDB, partido de Mendes. Dilma poderia simplesmente ter dado um telefonema e pedido ao ministro para desmentir o acordo em torno da nova MP. Que amizade estranha essa entre o ministro e a presidente.

Seca e inverno

A seca no NO mostra a desolação da paisagem. Carcaças de animais tragados pela fome. As chuvas no Estado de SP aumentaram o número de mortes em 45%. Em 10 horas, a capital registrou, nesta segunda-feira, 271 raios. Cada região com sua tragédia característica.

PT x PT

O PT contra o PT. Ou melhor, alas contra alas. O PT do prefeito João Costa, do Recife, é contra a cúpula partidária. Que escolheu o senador Humberto Costa como candidato a prefeito da capital pernambucana.

PSB terá nome

O PSB do governador Eduardo Campos, ao concluir que a coisa fica feia para as bandas do PT, decidiu lançar candidato próprio em Recife. Campos se sentiu liberado para deixar a aliança com o PT. Seu candidato deverá ser um dos quatro secretários de Estado que deixaram a máquina : Geraldo Júlio, ex-titular da Secretaria de Desenvolvimento Econômico; Tadeu Alencar, ex-chefe da Casa Civil; Danilo Cabral, ex de Cidades; e Sileno Guedes, antes secretário de Articulação Social. Os dois mais cotados são Geraldo Julio e Danilo Cabral.

PSB contra PT

Em Fortaleza, os irmãos Gomes – Cid, governador, Ciro e Ivo – decidiram romper com o PT, da prefeita Luizianne, que indicou Elmano Freitas como candidato a prefeito. O PSB dos três indicará um nome do partido.

Slim…slim…

Anotem aí : nos próximos tempos, um nome vai fazer plim…plim… digo, slim…slim… nos ouvidos nacionais. O nome ? Carlos Slim. Que vai expandir a tecnologia 4G no Brasil. Dono da Claro, Embratel e NET, vai investir mais R$ 10 bilhões no setor. Bom, o cara é o mais rico do mundo. Slim ! Está falado.

Em João Pessoa

Em João Pessoa, a disputa no PSB é mais acirrada que a situação do PT em Recife. O governador Ricardo Coutinho/PSB convidou o atual prefeito Luciano Agra/PSB a desistir da reeleição. Lançou o nome de Estelizabel Bezerra/PSB. Lembrando. Ricardo Coutinho foi eleito prefeito de João Pessoa tendo o apoio do PMDB, em 2004, que indicou o seu vice, Manoel Júnior. Em 2008, Ricardo foi reeleito tendo como companheiro de chapa Luciano Agra, seu secretário de planejamento. Venceu as eleições, em chapa formada pelo PSB, PSDB e DEM contra o PMDB e o PT. No final do ano passado, o PSB começou a preparar substituição do nome para disputar a eleição de 2012. Agra, que assumiu em definitivo a prefeitura de João Pessoa com a renuncia de Ricardo, era visto por esse como muito técnico. Luciano renunciara ao direito à reeleição. E lançou Estelizabel Bezerra, jornalista alinhada ao movimento feminista. Voltou atrás. Há dias, enviou carta a Eduardo Campos e ao governador da Coutinho informando do desejo de disputar a reeleição.

O leque

Em resposta, o governador disse que o PSB mantinha a candidatura de Estelizabel Bezerra, exonerada por Luciano em fevereiro, tão logo foi lançada como sua substituta. O prefeito de João Pessoa enviou aliados à sede do partido para registrar sua candidatura na convenção, ocorrida domingo. Pois bem, Estelizabel venceu Agra na convenção do PSB : 305 votos contra 142 votos. Ricardo Coutinho conclamou os filiados para votar em Estelizabel. Outras candidaturas já postas : PMDB: José Maranhão, ex-governador por três mandatos; PSDB : Cícero Lucena, que votou em Maranhão em 2010, por ser arquirval de Ricardo. PT : Luciano Cartaxo, deputado estadual; vice-governador do Maranhão (2009/2010). PPS : Nonato Bandeira, ex-secretário de comunicação de Ricardo, tanto no período em que foi prefeito de João Pessoa (2005/2010) quanto no governo do Estado. Até março era o melhor amigo de Ricardo. PTN : Toinho do Sopão. Informações enviadas por Elson de Carvalho Filho. A quem agradeço.

Em BH, PT de Pimentel vence

Em BH, o ministro Fernando Pimentel levou a melhor e indicará o vice na chapa do prefeito Marcio Lacerda, candidato do PSB à reeleição. Patrus Ananias está se distanciando do partido. Não teria mais clima no petismo mineiro.

Vieram e não me encontraram

Otávio Mangabeira foi governador da Bahia, ministro de Relações Exteriores e um sábio da velha política. Tinha um amor todo especial à língua. E cuidava do português a todo preço. Chega uma comissão de professoras ao palácio, Mangabeira as recebe no salão.

– Governador, nós viemos aqui conversar com V. Excelência sobre a situação do ensino na Bahia. (Deviam, claro, ter dito “vimos”, que é o presente. “Viemos” é o passado.).

Mangabeira respondeu apenas :

– Que pena, senhoras professoras, vieram e não me encontraram. E voltou para o gabinete.

Dirceu à la Collor

José Dirceu conclamou a juventude socialista a fazer sua defesa face à ameaça de eventual condenação no STF, que vai julgar, a partir de agosto, o caso dos mensaleiros. Dirceu fez entusiasmado discurso em evento da UNE. Ao melhor estilo Collor, convidou a estudantada a tomar as ruas para fazer sua defesa. Não pediu – registre-se – que os jovens pintassem a cara de vermelho, a cor do PT. O ex-líder estudantil, convenhamos, exagerou na dose.

Copa, até agora 27 bi

O TCU fez as contas. Até o momento, as obras para a realização da Copa somam R$ 27,140 bilhões. O TCU considera financiamentos oferecidos por bancos federais, investimentos feitos por agentes privados, pelas estatais e pelas esferas de governo estaduais e municipais. A mobilidade urbana conta com a fatia maior : R$ 12,004 bilhões. Os aeroportos deverão consumir R$ 7,4 bilhões. Os 12 estádios da Copa custarão R$ 6,778 bilhões.

Obras paralisadas

Começa-se a achar o responsável pela paralisação de obras do PAC : a Casa Civil do Planalto. Os projetos chegam por lá. E a Casa Civil “senta em cima”, dizem as línguas. Ferinas, mas com alta credibilidade. Com a palavra, a ministra Gleisi.

Forças pedem mais

As Forças Armadas, atualmente não muito armadas por conta da precariedade de seus equipamentos, reivindicam melhores condições de trabalho e salários condignos. A Marinha lidera esse movimento reivindicatório. Começa-se a ouvir um clamor mais explícito das Forças. Sinais dos tempos de pressão e mobilização da sociedade mais organizada ?

Impressões

Marconi Perillo (PSDB/GO) respondeu as questões de senadores e deputados. Saiu-se bem. Apresentou documentos. Mais adiante, a confusão se instalou quando o relator perguntou se ele, governador, quebraria seus sigilos telefônico e bancário. Agnelo Queiroz (PT/DF) está se preparando com afinco. Vai depor hoje. Impressão é a de que contrários se enfrentarão. Mais jogadas de defesa e ataque.

PIB de 2,3%

2,3% de crescimento em 2012. Menos que os 2,7% do ano passado. Economia em baixa, emprego na gangorra, mensalão na bancada da decisão, CPI das Águas Correntes em clima de balbúrdia – terão influência no processo eleitoral ? Resposta : nos espaços onde houver polarização entre tucanos e petistas.

A bola da vez

Depois dos 100 bilhões de euros que a Espanha ganha do BC europeu para o seu setor bancário, a bola da vez será a Itália. A dívida pública italiana é maior do que a dívida da Espanha – 120% do PIB – mas o déficit orçamentário é menor – 3,9% ante os 8,5% da Espanha. Nos últimos 3 meses, o PIB italiano caiu 0,8%.

Suavemente

José Maria Alkmin, mineiro dos velhos tempos, ex-ministro da Fazenda, ex-deputado, foi advogado de um crime bárbaro. No júri, conseguiu oito anos para o réu. Recorreu. Novo júri, 30 anos. O réu ficou desesperado :

– A culpa foi do senhor, dr. Alkmin. Eu pedi para não recorrer. Agora vou passar 30 anos na cadeia.

– Calma, meu filho, não é bem assim. Nada é como a gente pensa da primeira vez. Primeiro, não são 30, são 15. Se você se comportar bem, cumpre só 15. Depois, esses 15 são feitos de dias e noites. Quando a gente está dormindo tanto faz estar solto como preso. Então, não são 15 anos, são 7 e meio. E, por último, meu filho, você não vai cumprir esses 7 anos e meio de uma vez só. Vai ser dia a dia, dia a dia. Suavemente.

Da coleção de historinhas de Sebastião Nery.

Conselho aos comandantes do planeta

Esta coluna dedica sua última nota a pequenos conselhos a políticos, governantes e líderes nacionais. Na última coluna, o espaço foi destinado à presidente Dilma Rousseff. Hoje, sua atenção se volta aos comandantes do planeta, presentes ou não Conferência da ONU, Rio + 20.

1. A Rio+20 é a grande oportunidade que as Nações planetárias dispõem para fazer ajustes fortes nos botões do futuro. Urge controlar os excessos e ajustar o exagerado consumismo que leva à degradação do meio ambiente.

2. Países com índices diferentes de desenvolvimento devem procurar meios e métodos para compor uma pauta comum e condizente com a sustentabilidade da vida planetária.

3. Ao crescimento econômico – meta finalista dos países – deve corresponder desenvolvimento social e proteção ambiental. Países que se desenvolveram bem antes e mais provocaram danos ao meio ambiente devem reconhecer suas responsabilidades e oferecer sua contrapartida para a melhoria da condição humana.

____________

A coluna Porandubas Políticas, integrante do site Migalhas (www.migalhas.com.br), é assinada pelo respeitado jornalista Gaudêncio Torquato, e atualizada semanalmente com as mais exclusivas informações do cenário político nacional.