Redes e fluxo de comunicação

Rede Formal – compreendida pelos canais oficiais que traduzem diretrizes, valores, normas e pensamento da instituição a respeito dos mais variados assuntos;

Rede Informal – que abriga as manifestações espontâneas e informais da comunidade e suas interpretações sobre questões de culura e clima interno e de políticas normativas da instituição.

Para essas duas redes, o Plano de Comunicação estabelece as seguintes atitudes:

1) Permanente preocupação em dotar a rede formal de canais adequados, complementares ou de apoio.
2) Atenção constante para as manifestações informais das comunidades externas e internas, no sentido de procurar identificar pontos de distorção, desencontro ou desinformação e aclarar conceitos, posições e interpretações.
3) Respeito à natureza da rede informal, compreendendo sua importância para o equilíbrio e ajustamento dos climas internos.
4) Busca de entendimento e interação entre os objetivos da instituição e os objetivos da comunidade, com o permanente esforço para a aproximação das duas redes de comunicação.
5) Esclarecimento imediato a respeito de informações veiculadas pela rede informal que possam comprometer o clima de harmonia e as condições para o desempenho desejado das tarefas.